A bolsa de valores nada mais é do que um mercado organizado onde se negociam ações de sociedades de capital aberto, sejam públicas ou privadas, e alguns outros valores mobiliários.

O mais comum hoje em dia é que as bolsas de valores atuem como sociedades anônimas, buscando o lucro através de seus serviços. Se for organizada mesmo como uma S.A., o patrimônio é composto por ações. Mas caso seja organizada como sociedade civil, seu patrimônio é composto por títulos pertencentes às sociedades corretoras que a pertencem. Além disso, uma bolsa de valores apresenta rigorosos padrões éticos de negociação, sempre divulgando – com rapidez e detalhes – as operações nela realizadas.

 

Segundo alguns historiadores, a origem da bolsa de valor remete ao “collegium mercatorum” na Roma antiga. Segundo outros, as bolsas de valores se desenvolveram a partir da praça de comércio marítimo da Grécia antiga, o “emporium”. Mas, de todo modo, qualquer que seja a origem, todos esses mercados tinham características muito diferentes das bolsas atuais.

 

Até meados do século dezenove, no entanto, as ações correspondiam por uma pequena parte das negociações das bolsas de valores. E as empresas privadas eram mais raras ainda. Na Inglaterra, o Estado respondia por 95% das ações, em 1853. Já nos Estados Unidos, graças à diversidade dos inúmeros bancos pequenos, o país tornou-se o segundo, depois da Bélgica, onde as ações desempenhavam o papel mais importante nas negociações da bolsa de valores.

 

Nas primeiras décadas do século XX, iniciou-se o pregão, que é a famosa negociação que vemos em filmes, onde há uma gritaria generalizada para comprar ou vender ações na bolsa de valores. O pregão nada mais é do que um sistema de negociação de ativos e contratos através do viva-voz, pelos operadores, realizado em uma sala de negociações específica. Mas logo ele foi substituído pelo pregão eletrônico (sistema de negociação em que as ofertas são feitas em um sistema eletrônico instalado nas corretoras de valores). Hoje em dia, você pode comprar e vender ações do computador da sua casa, através do site da corretora. Bem mais prático, né?

 

Mais recentemente, foi adotado o mercado de ações automatizado – o trading algorítmico, também chamado trading automático – que usa plataformas eletrônicas para ordens de compra ou  venda. Assim, um algoritmo executa instruções de negociação pré-programadas e com variáveis que podem incluir data, hora, preço e quantidade da ordem. Ou seja, você pode programar seu computador para comprar certa ação todo dia às 16h, ou todo dia 5, ou somente quando o preço abaixar U$100,00 e por aí vai. A negociação algorítmica é amplamente utilizada por bancos de investimento e outras instituições, e visa dividir grandes negociações em várias menores, assim reduzindo o impacto sobre o mercado e os riscos.

 

Características

  • Os movimentos dos preços no mercado são capturados através dos chamados Índices de Bolsa de Valores.
  • Os preços das ações servem para indicar também o valor de mercado das empresas cotadas. Assim, diversas negociações podem ser realizados entre elas e outros investidores.
  • A principal função da bolsa de valores é manter transparente e adequada as negociações de compras e vendas de ações.

 

Principais bolsas de valores

  • North American Securities Dealers Automated Quotation System (NASDAQ) – Estados Unidos.
  • Euronext Lisbon (PSI 20) – Portugal.
  • Euronext Amsterdão (AEX) – Países Baixos.
  • Euronext Paris (CAC) – França.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here